Pular para o conteúdo principal

Cápsula de Óleo de Prímula: fortalece a saúde cardiovascular e controla TPM

Cápsula de Óleo de Prímula: fortalece a saúde cardiovascular

O Óleo de Prímula, é um dos óleos nutricionais mais pesquisados, o que contribuiu para sua grande popularidade, em particular com relação a tensão pré-menstrual (TPM), doenças cardiovasculares, inflamações e problemas de pele. 

Ele é rico em ácidos graxos essenciais, necessários para o bom funcionamento do organismo. Esses ácidos graxos não são sintetizados pelo corpo, é preciso ingeri-los, seja pelo consumo de alimentos ou através da suplementação.  

A Prímula é uma planta originária da América do Norte, das suas sementes é extraído o óleo. Ele é rico em ácidos graxos essenciais da família do Ômega 6: em especial o ácido linoléico e o tão importante ácido gama linolênico (GLA).

O GLA apresenta diversas funções no organismo, sendo a principal delas a regulação da síntese de prostaglandinas, estas por sua vez contribuem para o alívio das inflamações e fortalecer o sistema imune. Esse ácido graxo também favorece a saúde cardiovascular, auxilia na diminuição dos níveis de colesterol e no tratamento e prevenção do diabetes.

Do mesmo modo, reduz os sintomas provenientes das dermatites; é coadjuvante na regulação da pressão arterial; auxilia no tratamento da artrite reumatóide; cirrose descompensada e até mesmo auxilia no tratamento do alcoolismo. 

É também o GLA, presente no óleo de prímula, que age atenuando os sintomas da TPM: como irritabilidade, dores de cabeça, inchaço de seios, dores e inchaços abdominais, edema e ganho de peso. Esses sintomas estão relacionados a alterações no metabolismo de prostaglandinas, e o GLA age auxiliando nessa regulação.

O ácido linoléico presente no óleo de prímula é importante na formação da membrana lipídica, contribuindo para que a pele mantenha-se hidratada, conferindo a ela mais firmeza e elasticidade. Enquanto o GLA reduz a perda de água através da pele e aumenta a tolerância à exposição dos raios ultra-violeta (UV). 

Há diversos estudos relacionando a hiperatividade infantil e o déficit de atenção com baixos índices de GLA. Os mesmos sugerem que a suplementação com óleo de prímula, ajuda na melhora dessa condição. Outra linha de pesquisa apresenta evidências de que alcoólatras podem ter deficiência de GLA. Um estudo preliminar sugere que a suplementação com óleo de prímula pode ajudá-los no combate a esse vício. 

  • POSOLOGIA (500mg): tomar 2 a 4 cápsulas por dia (ou conforme orientação de profissional habilitado). Deve ser ingerida com água, preferencialmente, após as principais refeições.
  • CONTRAINDICAÇÕES: pessoas sensíveis ao produto, durante a gestação e para pessoas que sofrem de esquizofrenia, epilepsia e distúrbios de coagulação.
  • EFEITOS COLATERAIS: Normalmente são raros e escassos. Porém, em alguns casos pode provocar sintomas como dor de cabeça, náuseas e indigestão.
  • INTERAÇÕES: Possivelmente, o óleo de prímula pode interagir com drogas fenotiazínicas, tais como os antiepiléticos, ácido acetilsalicílico e AINES. 
  • ATENÇÃO: Mulheres fazendo terapia hormonal devem consultar o médico antes de consumir a Cápsula de Óleo de Prímula.

 

Cápsula de Óleo de Prímula

Compre pelo WhatsApp